segunda-feira, 22 de maio de 2017

Carências crônicas provocam derrota

Foto: globo.esporte.com

Infelizmente nossas carências ainda não foram sanadas com contrações necessárias para uma disputa de série A.
Um São Paulo jogando pressionado conseguiu abrir o placar com 10 minutos do segundo tempo. O Avaí já havia perdido uma chance de gol numa bola que sobrou na entrada da área para Marquinhos. O nosso camisa 10 chutou mal. Escolher não chutar colocado como sempre faz. Optou por um chute forte e errou.

O Avaí continuou jogando como sempre jogou esse ano. Mas com dois problemas a mais: Luan esteve perdido na proteção a zaga e Capa não marcou tão bem como costuma fazer. O resto tudo igual: sem ninguém encostando no Marquinhos; dando a bola para o adversário; sem um camisa nove nato; sem se arriscar com substituições mais cedo e sem mudança tática. 
Claudinei mexeu depois dos 30 minutos do segundo tempo para a entrada de Lourenço e Simião. Saindo Judson e Tavares. O Avaí melhorou um pouco, mas aí Claudinei fez a terceira mudança e errou. Tirou Marquinhos de campo, o único que cria na meia cancha e dá sequência nas jogadas na saída para o ataque, para entrada de Yuri e o São Paulo, que estava jogando todo o segundo tempo pra manter o placar, avançou seu time e criou 3 chances claras de gol. Duas com boas defesas de Maurício e na terceira ampliou o placar.

Elenco fraco para uma série A. Precisamos de mais qualidade na meia, principalmente com volantes que saibam sair jogando e precisamos de um camisa 9. Um  homem de área. Fica difícil até analisar, mesmo com sua demora para fazer mudanças, as escolhas do Claudinei. Seu elenco não é de série A.
Denilson apagado, Diego Tavares não empolgou e Rômulo perdeu uma chance de gol no segundo tempo. Alemão e Betão estiveram bem na defesa. 
O São Paulo teve duas bolas e guardou. O Avaí teve duas chances e perdeu.
Pratto e Araújo marcaram para o São Paulo.
Júnior Dutra faz muita falta.
Contratações urgentes!


Nenhum comentário: